MARROCOS ESPECIALISTAS

Sahara

Um deserto para amar

Glamping no Sahara
  • Glamping no Sahara

    A Passagem do Ano no Sahara é irresistível. Depois de tomar o primeiro chá do ano, são óptimos os meses de Fevereiro até Maio, com temperaturas máximas a variar entre os 26º e os 38º centígrados.

    Entre Setembro e o Fim do Ano voltam as temperaturas amenas para desde Marrakech, Ouarzazate, Errachidia e Zagora partir numa viagem de 7 noites, das quais três ou quatro noites serão passadas em Glamping no Sahara, com estadia em acampamentos com tendas de luxo, bem climatizadas, com trekking matinal, passeios aventura em quad ou em 4 x 4 até aos oásis, ou de camelo ao pôr-do-sol, com noites cheias de estrelas e glamour, nas belíssimas dunas de Merzouga ou, mais a sul, nas Dunas de Tinfou.

De Errachidia até Merzouga
  • Errachidia

    É uma cidade bérbere no Vale do Ziz, próxima de todos os pontos importantes no Sahara. Ao seu aeroporto internacional chegam voos de Lisboa e do Brasil e partem os vários Glamping Tours para o Sahara, com visita a Erfoud, Rissani, até chegar aos luxuosos acampamentos nas Dunas de Merzouga. Visite em Errachidia a Nascente Azul, um belo oásis a sul da cidade, e o espantoso Vale do Ziz.

  • Erfoud

    Erfoud é o maior oásis da região do Tafilalet, onde 700.000 palmeiras e pequenos campos são irrigados por “fogarras”, um milenar sistema de irrigação tradicional do Oued (rio) Ziz. Situa-se a cerca de 60 kms das Dunas de Merzouga (Erg Chebbi). Em Outubro as Festas das Tâmaras ocorrem no final da sua colheita. Aqui as tâmaras são símbolo de boa sorte e de boa saúde, dão fertilidade às noivas e são oferecidas aos turistas em sinal de amizade. Suba ao Jbel Erfoud e admire este deslumbrante oásis de palmeiras rodeado de rochedos vermelhos e espetaculares mármores negros. Erfoud é a região mais rica do mundo em fósseis marinhos com 450 milhões de anos, quando o deserto do Sahara era coberto pelo mar. Admire os espantosos esqueletos de dinossauros com 150 milhões de anos quase intactos que são enviados para os principais Museus de Arqueologia da Europa e dos Estados Unidos.

  • Rissani

    É o último grande oásis, antes das Dunas de Merzouga. Na primavera, o azul das águas, as margens com pequenos campos verdes rodeados de infinitas tamareiras que dão as maiores e mais saborosas tâmaras de Marrocos, isto a par do excepcional e fino

  • couro Filali, feito de pele de cabra curtida com casca de tamargueira, são a origem da riqueza desta terra. No século XIII esta região foi islamizada por um descendente de Maomé, o irmã Al Hassan, que tornou a região mais culta e mais próspera, o que deu origem a um pequeno califado com imponentes ksous (fortalezas) e Kasbahs (aldeias fortificadas) que protegiam as inúmeras riquezas das Rotas do Ouro, do Sal e das Especiarias que daqui seguiam para Norte de Marrocos e daí para os reinos europeus do Mediterrâneo.
    No século XVI já Rissani era uma cidade muito poderosa, quando em 1580 nasce Moulay Aly Cherif, o sultão fundador da Dinastia Alauíta que hoje reina em Marrocos e cujo Mausoléu é uma das visitas culturais obrigatórias, antes de seguir para as Dunas de Merzouga que de aqui já se avistam.

  • Dunas de Merzouga

    É um dos locais mais belos e espetaculares do deserto do Sahara. O seu imenso conjunto de dunas atingem os 150 metros de altura e formam o famoso Erg Chebbi, cuja grandeza e imensidão é impressionante, sendo cada vez mais um dos mais belos destinos turísticos de Marrocos, por ser um dos locais mais exótico para fazer Glamping. É aqui que nasce o verdadeiro amor pelo deserto. O vento e o silêncio são impressionantes. A cor das areias ora é ocre, ora é avermelhada, conforme o vento e a luz solar. Uma estadia de dois ou três dias num acampamento de luxo nas Dunas de Merzouga dá a paz e a tranquilidade que curam o stress, a agressividade e até a avidez da nossa sociedade.
    É aqui que se percebe o valor da Natureza e da Vida, de tal forma que todos os que aqui vêem querem voltar.

De Ouarzazate até Tinfou
  • Ouarzazate

    É uma das estrelas do reino de Marrocos. Aqui vivem os estúdios de cinema de Hollywood. Aqui também vive a maior colecção de kasbahs (aldeias fortificadas) do mundo, dominados pelos picos nevados do Alto Atlas e as suas estâncias de esqui, a deslizar pelas encostas de socalcos verdes e aldeias bérberes até chegar ao Vale do Dadés onde nascem as belíssimas rosas que Paris, Londres e Nova Iorque vêem escolher em Maio, para as fragâncias dos novos perfumes mundiais. Tudo isto enquanto os turistas assistem às Festas das Rosas, viajajm por paisagens ímpares e descobrem as tradições ou a gastrononmia e nos resorts espetaculares de Ouarzazate, antes de partirem para um luxuoso Glamping Tour, de duas ou três noites no Deserto do Sahara.

  • Vale do Drâa

    A 50 km a sul de Ouarzazate, o Vale do Drâa assemelha-se a uma verdadeira ondaverde com cerca de 200 km de comprimento. Antigamente foi o rio mais extenso de Marrocos. O Oued Drâa rega as margens ao longo do vale, onde se cultivam cereais, henna, legumes e as melhores tâmaras no país, não menos que dezasseis variedades.

  • Zagora

    Famosa pelo seu sinal mítico "Tombouctou 52 dias", último óasis da rota das caravanas antes do deserto. Zagora surpreende pelas cores e paisagens deslumbrantes: cachos de tâmaras amarelas no cimo das palmeiras, flores de cor-de-rosa dos louros, casas ocre sob o sol ofuscante. O caminho penetra nas montanhas e depois serpenteia uma faixa de terra cultivada. Ao longo do caminho

  • vários ksars podem ser visitados: Tamenougalt, Igdaoun, Tinzouline...

  • Tameghroute

    A aldeia de Tamegroute é peculiar pois abriga várias mesquitas com telhados de faiança azul e minaretes brancos, uma famosa madraça e, claro, a famosa biblioteca de Zaoui Naciria. A vila também é conhecida pela sua cerâmica artesanal. Várias olarias ao ar livre estão equipadas com fornos rudimentares onde se fabricam potes, pratos, jarros e outros recipientes.

  • Dunas de Tinfou

    Perto de Tinfou, os veículos são escassos e os pastores dão lugar aos nómadas.
    Este é o lugar onde o imenso deserto do Sahara começa com todo o seu esplendor de aventura e magia, num cenário perfeito onde você vai ficar duas ou três noites em luxuosas tendas de Glamping entre as monumentais Dunas de Tinfou, no Sahara.

  • M' Hamid El Gizlane

    A espetacular aldeia de M’Hamid El Ghizlane está rodeada por impressionantes ergs de areia: Erg Lihoudie, as dunas de Bogarn, as dunas estridentes, Erg Smar, e as maiores: as dunas de Ch'gaga. A aventura em quad, camelos e acampamentos de Glamping speram os amantes do deserto. Esta aldeia compreende sete pequenos Douars (agrupamentos de habitação fixa ou móvel) que mantiveram influências étnicas árabes, berberes, judias e Sahrawis. Este é o lugar de destaque da cultura nómada e onde, todos os anos, decorre um festival internacional que reúne inúmeras tribos nómadas que comemoram as suas antigas tradições.

Anterior Seguinte